Veículos elétricos: você logo vai dirigir um

Não é mais previsão futurista. Os elétricos já começam a ser realidade em países como o Japão. Logo, logo, precisarão de reparo e seguro no Brasil

Segundo projeções da ABVE (Associação Brasileira do Veículo Elétrico), cerca de 30% dos carros novos vendidos no Brasil daqui a dez anos serão elétricos, sejam híbridos ou somente a bateria. Não estamos falando num futuro distante, coisa de ficção científica… mas
daqui a dez anos; um piscar de olhos sob a perspectiva da história.

Parece exagero? Talvez, mas o fato é que importantes montadoras, como Ford, Fiat, Renault, Mitsubishi, Mercedes-Benz e Nissan já oferecem veículos elétricos híbridos e a bateria – uma realidade que já demanda um estudo para assimilação e transição dos modelos de negócios para este novo momento da indústria automobilística.

Para os mercados de seguros e de reparação, essa preparação envolve um conhecimento de como esse veículo se comporta em um reparo, e como isso vai trazer impacto à análise do sinistro. Enquanto não há estudos de reparabilidade de veículos elétricos no Brasil, já dá para reunir informações sobre os tipos de veículos que vêm por aí, seus benefícios ligados ao consumo de combustível e cuidados gerais com o reparo.

Veja a matéria completa na edição de Julho/Agosto 2011 da Revista CESVI.
Clique aqui e faça o download desta edição.

Por: Felício Schilingovski Felix
Revista CESVI – Jul/Ago 2011

2 comentários em “Veículos elétricos: você logo vai dirigir um

  • 27/08/2011 em 12:52
    Permalink

    A revista menciona os principais carros eletricos e deixa o Leaf de fora… é brincadeira…

    Resposta
  • 05/09/2011 em 02:38
    Permalink

    Essa projeção de 30% de carro inclui os híbridos. Qual será a porcentagem dos híbridos? Todos os híbridos serão entregues com baterias com autonomia suficiente para andar na rua?
    Bem que o Brasil precisaria de reduzir seu consumo em petróleo leve. Com o problema do álcool, o Brasil vai ter que importar mais petróleo!

    Emmanuel,
    Blog Vitória Sustentável,
    http://vitoria-sustentavel.blogspot.com/

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *