Carro elétrico brasileiro pode virar realidade

Modelo foi projetado para serviço de transporte compartilhado em cidades brasileiras

Até o fim deste ano o instituto Jaime Lerner, vinculado ao arquiteto e urbanista Jaime Lerner, deverá colocar em linha de produção o minicarro elétrico brasileiro Dock Dock (o nome tem origem na palavra docas, local onde barcos e navios ficam ancorados) – o fabricante ainda não foi definido. O veículo mede apenas 1,70 m de comprimento por 1,20 m de largura, possui rodas de 12 polegadas de diâmetro, pneus de scooters, faróis e lanterna com leds e leva até duas pessoas.

Segundo Lerner, criador em 1974 dos corredores exclusivos para ônibus em Curitiba, o veículo deverá ser utilizado como complemento ao transporte público, de casa para o corredor de ônibus, trem ou metrô ou no sentido inverso, do trabalho para o transporte coletivo, por exemplo, como ocorre com as bicicletas de aluguel em Paris. Só que no Brasil, o usuário não pagaria nada pelo serviço, apenas o que consumir de energia.

Projetado pelo designer Emílio Mendonça com apoio da CPFL Energia e apresentado no Michelin Challenge Bibedum (evento de mobilidade e sustentabilidade) realizado no Rio de Janeiro em 2010, o primeiro protótipo levava apenas uma pessoa e sua maquete foi feita de papelão.  A versão final que aparece nas fotos acima pode ser feita com materiais leves, como fibra de coco e bagaço de cana. O carrinho é capaz de alcançar até 25 km/h e pode ter seu uso compartilhado por até 20 usuários por dia, explica Lerner.

O sistema de compartilhamento do veículo seria implantado nas cidades brasileiras em parceria com empresas distribuidoras de energia elétrica

Fonte: Carsale

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *