França tem a maior frota de carros elétricos da Europa

País oferece incentivo ao desenvolvimento e aquisição de modelos com baixa emissão..
Com 15 mil unidades, a França tem a maior frota de carros elétricos
da Europa. O país fica ainda em terceiro lugar no ranking mundial,
atrás apenas dos Estados Unidos e do Japão, e pretende ganhar ainda mais
destaque como polo de inovação no segmento. Para isso, o governo
trabalha em diversas frentes: indústria, infraestrutura e mercado.

A indústria conta com o plano francês para o desenvolvimento dos
veículos elétricos e híbridos. O país possui quatro polos de inovação
para a área de mobilidade: Mov’eo, Id4Car, Véhicule du Futur e Lyon
Urban Truck & Bus. Os centros dispõem de financiamento de € 100
milhões voltado para o avanço na pesquisa de veículos de baixa emissão
de dióxido de carbono. O governo francês também oferece apoio em crédito
fiscal.

Há ainda o programa Transporte Terrestre Plurianual, com verba de € 400
milhões. Aproximadamente 50% dos financiamentos oferecidos pela entidade
são voltados aos veículos elétricos e híbridos. Há projetos de pesquisa
na área de estocagem de energia e no segmento de veículos rodoviários
já em operação. O programa apoia ainda o desenvolvimento de um veículo
híbrido recarregável, entre outros planos.

INFRAESTRUTURA

Para garantir a infraestrutura necessária para os carros elétricos e
híbridos, a França nomeou um grupo de trabalho. A equipe é responsável
por consultar e coordenar as empresas em consórcios municipais ou
projetos de construção de estacionamentos com pontos de abastecimento
para os carros elétricos.

Para avançar na área de estocagem de energia limpa, o país conta com o
“Programa de Investimento do Futuro”. Já o plano “Veículo do Futuro”
concentra esforços na evolução tecnológica das estações de recarga e no
financiamento destes postos. Combinando a iniciativa pública e a
privada, os investimentos na rede de reabastecimento já superam a marca
de € 500 milhões.

O governo francês anunciou também a criação de um instituto de pesquisa
em baixa emissão de carbono para a área de mobilidade, o Vedecom. O polo
de desenvolvimento será construído em Satory, região de Paris, com
aporte de € 54 milhões.

CRESCIMENTO DA FROTA

Outro foco do governo francês é garantir que a evolução tecnológica
chegue ao mercado. O país conta com um consórcio de pedidos, responsável
por firmar parceria com autoridades locais e lançar licitações para
carros elétricos. No ano passado a organização administrou uma
concorrência pública de 20 mil unidades com a tecnologia.

Para o consumidor final a França oferece um bônus para a aquisição de
modelos de baixa emissão. Criado em 2008, o programa já liberou € 2,3
bilhões. O incentivo varia de € 2 mil a € 5 mil por carro.
Fonte: Automotive Business

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *