Evolubike instala seis postos de recarga para veículos elétricos no estado de São Paulo

Alexandre Lima, Renato Rovito e Rogério Rovito – Sócios da Evolubike

A Evolubike desenvolveu totens de recarga para veículos elétricos que
em breve poderão ser vistos nas ruas de cidades de todo o país. O Toten
de recarga para bicicletas elétricas com opção de utilização de energia
solar no modelo híbrido. Cinco totens, sendo um Híbrido encomendados
pela EDP Bandeirante já foram instalados na cidade de Aparecida, no
interior de São Paulo, e na capital é possível recarregar as bicicletas
elétricas em um Toten instalado, na Avenida dos Imarés, 255, no bairro
de Moema.

Os Totens instalados em Aparecida pela EPD fazem parte do Projeto
InovCity, criado em 2011 pela empresa em parceria com a Secretaria de
Energia de São Paulo e Prefeitura de Aparecida, que fará do Município a
primeira cidade dotada de uma rede inteligente de energia (smart grid)
no Estado de São Paulo.

www.evolubike.com

Mais sobre a Evolubike:
Fundada em abril de 2010, com um investimento de R$ 700 mil, a
Evolubike é primeira marca genuinamente nacional de bicicletas
elétricas. A empresa é dirigida pelos irmãos Rogério Rovito, 33, e
Renato Rovito, 32, ambos engenheiros mecânicos, e o engenheiro
mecatrônico Alexandre Lima, 29 anos. Em dois anos de existência, a
empresa comercializou em torno de 750 unidades e fechou o ano de 2011
com um faturamento de R$ 1,5 milhão. Para 2012 a expectativa e chegar à
casa dos R$ 3 milhões com uma produção de 1.500 bikes elétricas.
www.evolubike.com

Sobre o InovCity
Essas ações fazem parte do Projeto InovCity lançado em novembro de 2011
e que fará de Aparecida a primeira cidade dotada de uma rede
inteligente de energia (smart grid) no Estado de São Paulo. O projeto
piloto do InovCity na cidade de Aparecida terá um primeiro investimento
de R$ 10 milhões e prevê o teste de viabilidade de um conjunto de
tecnologias que permitirão uma maior eficiência e qualidade na prestação
de serviços ao cliente, nomeadamente a medição inteligente, a
iluminação pública eficiente, a micro-produção com fontes renováveis de
energia, a mobilidade elétrica, bem como um conjunto de ações de
eficiência energética e de educação das comunidades locais.

Fonte: SEGS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *