BMW mostra seu primeiro scooter elétrico

C evolution tem propulsor de 47 cv e carga elétrica o suficiente para rodar 100km

Ampliando seus horizontes, a BMW apresentou nesta segunda-feira (30) seu primeiro projeto de scooter com motorização elétrica, o “C evolution”.
Segundo a fabricante alemã, a moto alternativa é um “protótipo próximo
de ser produzido”, uma vez que toda parte mecânica e visual já estão
praticamente concluídos. Entretanto, a marca ainda não divulgou nenhuma
data para o lançamento definitivo do produto.

Impulsionado por um motor elétrico de 47 cv, o scooter da BMW conta
com baterias para percorrer até 100 km sem recarregar e a velocidade
máxima é limitada a 120 km/h.

E não é apenas o motor desse scooter que é diferente. O C evolution
não possui chassi tubular, como toda motocicleta convencional com
motorização a combustão. Em vez da estrutura metálica, o modelo conta
com um conjunto de baterias de íon lítio, que posteriormente é coberto
pela carenagem plástica, ganhando um aspecto “normal”.

Outros equipamentos de destaques do scooter elétrico da BMW são os
freios ABS nas rodas aro 15” e o sistema regenerativo que atua durante
as desacelerações do motor, transformando energia cinética do eixo
motriz em carga extra para as baterias. Não só isso, o C evolution
também conta com pneus “verdes”, de baixo atrito – a montadora diz que o
conjunto é até 25% mais eficiente que pneumáticos convencionais. O
painel com tela de LCD completa o pacote de itens do protótipo.

O reabastecimento elétrico é feito por uma tomada trifásica
localizada próxima ao guidon do scooter. A BMW, todavia, não divulgou
quanto tempo é necessário para recuperar toda energia das baterias, mas
já adiantou que o C evolution contará com um sistema de recarga rápida.

Clique aqui e leia o post anterior, quando o scooter estava apenas no protótipo inicial.

Por: Thiago Vinholes
Fonte: IG Carros

2 comentários em “BMW mostra seu primeiro scooter elétrico

  • 01/08/2012 em 18:07
    Permalink

    Tendo um preço acessível, fará sucesso, pois além de econômica é 'verde'…

    WILLIAM RAMOS

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *