Nissan vai lançar furgão e-NV200 em 2014

A Nissan vai introduzir no próximo ano o furgão compacto e-NV200, que será o segundo
veículo Zero Emissões da marca japonesa a ser produzido em série. A nova
proposta irá proporcionar todo o espaço versatilidade e caráter prático
do veículo no qual se baseia – o furgão NV 200 – a que se junta o
desempenho do grupo propulsor no automóvel elétrico Nissan Leaf.

bb_bid = “1623559”;
bb_lang = “pt-BR”;
bb_name = “custom”;
bb_limit = “6”;
bb_format = “bbn”;

Segundo a marca japonesa, o e-NV200 proporciona uma forte aceleração e
um nível de ruído excecionalmente baixo, caraterísticas de condução
únicas dos veículos elétricos, sem emissões de CO2. Este veículo
comercial 100% elétrico possui um grande potencial de apoio aos
negócios, graças, nomeadamente, a um sistema avançado de telemática e
uma tomada de potência no compartimento de carga, mas acima de tudo pelo
seu invejável custo de operação – uma prioridade para a maioria das
empresas – altamente apelativo quando comparado com o dos tradicionais
veículos comerciais a operar no mercado.

“O e-NV200 irá disponibilizar o espaço, versatilidade e sentido prático
de um furgão compacto tradicional a diesel ou gasolina, mas com zero
emissões de CO2 ou de outros poluentes. Para além disso vai também
proporcionar a experiência de condução notável e única dos veículos
elétricos. O e-NV200 representa uma adição inovadora e entusiasmante à
nossa gama de veículos comerciais, que já é uma das mais amplas de
qualquer fabricante global”, afirmou Hideto Murakami, Vice-presidente
executivo responsável pela Unidade de Negócio Global de Veículos
Comerciais Ligeiros, da Nissan Motor.

Além do e-NV200, a Nissan também está a desenvolver um veículo elétrico
chassis-cabina baseado no modelo Cabstar, estando a ser estudados planos
de produção para disponibilizar este veículo comercial cem por cento
elétrico de emissões zero. Denominado e-NT400 poderá entrar em zonas
urbanas de emissões zero e o seu funcionamento quase silencioso permite a
sua utilização durante todo o dia, uma vez que não levanta problemas
relacionados com o ruído.

Fonte: Transporte em Revista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *