Engenheiro cria Fusca elétrico com peças da China ao custo de R$ 15 mil

O engenheiro Mario Vernazza, 25 anos, formado em Engenharia Mecânica
Automotiva na Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), no Rio Grande do
Sul criou, por ‘apenas’ ou com R$ 15 mil, um sistema de motores e
baterias que transformou um VW Fusca 1985 em um carro elétrico puro.

Ele procurou peças no Brasil, China, Argentina e Estados Unidos. Nos
EUA, comprou um kit com motor, controlador, carregador e bateria. O
Fusca elétrico criado por Vernazza consome o equivalente a um litro de
álcool a cada 100 quilômetros.

O carro tem 12 baterias de 170 ampéres e oito volts, totalizando 96
volts, uma bateria de 12 volts para as luzes e a velocidade máxima é de
120 km/h. Para abastecer o carro, basta plugar em qualquer tomada comum
residencial. A carga completa demora 8 horas. O engenheiro diz que roda
cerca de 800 km por mês gastando R$ 35 a mais na conta de luz (em Ciudad
del Leste, no Paraguai, onde a luz custa R$ 0,19 o Kw/hora. No Brasil, o
Kw/hora custa 0,39).

Segundo o engenheiro, transformar um Fiat Uno com motores e baterias, com autonomia de 60 km, sairia por R$ 7 mil.

Fonte: A Crítica de Campo Grande

Um comentário em “Engenheiro cria Fusca elétrico com peças da China ao custo de R$ 15 mil

  • 07/11/2013 em 11:50
    Permalink

    E quando o nobre engenheiro vai receber incentivos para montar a sua fábrica e poder iniciar a produção dos motores com esta tecnologia? Qual governante vai apoiar esta idéia que vai nos livrar da dependência de combustíveis fósseis e poluentes?
    Parabéns ao Eng Mario Vernazza!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.