Brasil e Portugal firmam acordo para veículos elétricos

Uma parceria para desenvolver no Brasil e
na América Latina sistemas de gestão de energia para abastecimento,
gestão de frota e compartilhamento de veículos elétricos foi constituída
entre Itaipu Binacional e o Centro para a Excelência e Inovação na
Indústria do Automóvel (CEIIA), de Portugal.

A primeira fase prevê a implantação de
sistemas de controle e monitoramento nos veículos elétricos e
eletropostos de Itaipu e também nas cidades de Brasília e Curitiba – que
receberão modelos elétricos durante a Copa do Mundo de Futebol.

Na segunda fase, serão desenvolvidos
modelos de compartilhamento de veículos e a instalação, em Itaipu, de um
laboratório com eletropostos inteligentes, similar a outro existente em
Portugal. Essa fase começa já no fim deste ano, com ações previstas até
os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

Na terceira fase, a ideia é fomentar a
indústria para que transforme essa nova tecnologia em produtos para os
mercados do Brasil, Paraguai e de toda a América Latina – incluindo a
produção de um veículo elétrico inteligente, com os novos conceitos de
tecnologia incorporados.

A expectativa de Itaipu Binacional, que
desenvolve desde 2006 o Programa Veículo Elétrico (VE), é aproveitar a
experiência do CEIIA na área de gestão de mobilidade. Em Portugal, a
empresa implantou uma rede com 1.300 eletropostos distribuídos em mais
de 40 cidades. É a maior rede de eletropostos do mundo.

O sistema permite a comunicação entre
veículo, fontes de abastecimento e centrais de informação, tornando
disponível, em tempo real, dados como localização, quilômetros rodados,
potência, carga e até identificação do condutor e as condições do
tráfego urbano.

Novos modais de transporte poderão ser
integrados ao sistema – como ônibus, Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) e
bicicletas elétricas, entre outros –, permitindo, inclusive, a cobrança
de uma tarifa única de mobilidade, como ocorre hoje com as faturas de
energia elétrica ou de telefone.

A diretora financeira executiva de
Itaipu, Margaret Groff, explica que o esforço é para transformar o
modelo atual de mobilidade, fazendo com que o veículo deixe de ser
apenas uma propriedade para se tornar um serviço. “Trata-se de um novo
paradigma, podendo servir de referência para políticas públicas”,
afirmou.

Cerimônia
A cerimônia contou com a presença do vice-primeiro-ministro de Portugal,
Paulo Sacadura Cabral Portas, que classificou a parceria como um
“casamento de competências”. Segundo ele, a aproximação de Itaipu e
CEIIA fortalece a relação comercial entre o Mercosul e a União Europeia.
Também assinaram o documento o diretor-geral paraguaio de Itaipu, James
Spalding; a diretora financeira executiva de Itaipu, Margaret Groff; e o
diretor-presidente do CEIIA, José Rui Felizardo.

“Esse ato representa um casamento entre o
que os portugueses sabem fazer muito bem, com instituições altamente
reconhecidas, nas áreas de mobilidade elétrica, redes inteligentes e
energias renováveis, e um país (Brasil) que tem escala continental”,
disse Paulo Portas.

Fonte: Jornal da Energia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *