GM anuncia 400 estações de carregamento de carros elétricos

A General Motors está divulgando a instalação de 400 estações de carregamento de carros elétricos nos Estados Unidos.

A empresa disse que as estações de carregamento, que são na sua maioria localizados em Michigan, tornaria mais fácil para seus vendedores convencerem aos consumidores a comprarem carros elétricos, como o Chevrolet Volt.

“Estações de carregamento é uma das coisas mais importantes que uma empresa pode fazer para aumentar a consciência e motivar os funcionários para os veículos plug-in e elétricos, disse o Diretor de Política de Comercialização Britta Gross em um comunicado.

“Uma vez que os funcionários virem o quão fácil é carregar o veículo em casa e no trabalho, e eles percebem a economia de combustível, os veículos plug-in e elétricos, como o Chevy Volt, irão vender muito mais”, continuou Gross.

GM disse que 269 de suas estações de carregamento de carro elétrico corporativa  estão localizadas em Michigan, que é seguido por 51 em New York, 30 em Ohio e 26 na Califórnia.

Disse Gross “Estações de carregamento agora fazem parte do plano de sustentabilidade corporativa da GM e os nossos funcionários querem fazer parte dessa mudança positiva”.

“A chave para qualquer empresa é dar o primeiro passo e torná-lo simples para os funcionários participarem – no nosso caso, começamos com pontos de venda e recarga grátis”, disse ela .

O anúncio vem com a GM enfrentando um tumulto em Washington para recalls de seus veículos mais antigos que superou cinco milhões de carros. Os problemas com os carros mais velhos variam de interruptores de ignição com defeito a problemas com os mecanismos de direção hidráulica.

A GM anunciou um novo recall de 2,42 milhões de veículos na terça-feira onde disse que pode ocasionar “um risco potencial de incêndio.”

O Chevy Volt foi a primeira incursão de larga escala da GM em veículos elétricos. Antes a GM enfrentou críticas sobre o preço do Volt de varejo, que começou por volta das US$ 41 mil, e suas versões mais antigas tiveram problemas com baterias.

Por: Keith Laing
Fonte: The Hill

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *