ZF apresenta protótipo que esterça até 75 graus

Com um relógio inteligente, motorista pode ativar sistema fora do carro

ZF APRESENTA PROTÓTIPO QUE ESTERÇA ATÉ 75 GRAUS (FOTO: DIVULGAÇÃO)

Uma nova tecnologia irá agradar quem fica desanimado em ter de achar uma vaga para estacionar o carro na rua. O Grupo ZF, um dos três maiores fornecedores automotivos do mundo, apresentou ontem (1), em Potsdam, na Alemanha, o Veículo Urbano Inteligente, um modelo elétrico totalmente desenvolvido pela empresa com Smart Parking Assist, um assistente de estacionamento com duas funcionalidades.

Para que o motorista consiga estacionar em vagas pequenas – a 90° ou em paralelo, o carro elétrico possui ângulos de esterçamento de até 75°. A ZF fez mudanças na parte dianteira do protótipo para colocar a nova tecnologia em um compacto. O conceito do chassis substitui a suspensão convencional do tipo McPherson por dois braços de controle, conectados em um único suporte. De acordo com a ZF, ainda foi preciso criar espaço nos paralamas para que as rodas pudessem se mover em um ângulo de até 75°.

Outra novidade é que o motorista pode estacionar o carro por meio de um relógio inteligente ou de um smartphone. Ao passar pela vaga, 12 sensores de ultrassom instalados no veículo e dois sensores infravermelhos próximos ao eixo dianteiro enviam dados para a unidade de controle eletrônico do carro, que coleta as informações necessárias para encontrar e medir as vagas adequadas para estacionar. Depois, o motorista pode usar um tablet para fazer as manobras por um aplicativo. Se a vaga for muito apertada, o condutor pode sair do veículo antes que ele seja estacionado.

O subcompacto obtém sua potência através de uma bateria, alojada em três módulos instalados no eixo dianteiro e traseiro. A suspensão traseira semiindependente da ZF assume o acionamento, que possui um motor compacto com potência de 54 cv e velocidade máxima de 150 km/h.

PreVision Cloud Assist
Outra tecnologia do Veículo Urbano Inteligente da ZF é o PreVision Cloud Assist, que reduz a velocidade do carro quando ele entra em curvas, sem que o motorista precise pisar no freio. Para que a função seja ativada, basta fazer um mesmo trajeto pela segunda vez. Quando o veículo passar de novo pela mesma curva, o programa considera automaticamente a atitude do motorista na situação anterior.

Diferentemente dos programas baseados apenas em GPS, o sistema da ZF armazena as coordenadas geométricas e informações sobre a velocidade máxima permitida na nuvem e utiliza esses valores e os dados atuais do veículo para calcular a velocidade ideal para fazer uma curva naquele trajeto. O objetivo? Segurança.

A empresa afirma que ainda não tem prazo para que as tecnologias sejam comercializas no mercado. “Com o Veículo Urbano Inteligente, a ZF mostra as soluções concretas para o trânsito individual urbano possíveis de serem viabilizadas hoje pela integração das tecnologias existentes com os sistemas instalados no veículo, interação dessas funções com o motorista, suas atitudes e o ambiente a seu redor, ou acessando dados que podem ser obtidos em qualquer lugar graças à conectividade em nuvem”, afirma  Stefan Sommer, CEO da ZF.

Por: Michelle Ferreira
Fonte: Revista Auto Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *