Nissan passa a desenvolver baterias para veículos elétricos na Inglaterra

Herança da empresa com elétricos chega a 68 anos e foi iniciada com o Tama

A Nissan decidiu pela produção das baterias da futura geração de seus veículos elétricos (EVs, na sigla em inglês) nas instalações de manufatura da empresa em Sunderland, no Reino Unido. O anúncio foi feito nesta sexta-feira.

Com aporte de 26,5 milhões de libras (cerca de R$ 156 milhões), a meta é manter 300 postos de trabalho altamente qualificados em relação à manufatura, manutenção e engenharia na avançada fábrica de baterias de íons-lítio da Nissan localizada em Sunderland, na Inglaterra, a maior do gênero da Europa. Esta unidade é uma dos três locais de produção global de baterias da Nissan, e fornece módulos para o 100% elétrico Nissan LEAF e para a van elétrica e-NV200, que é fabricada em Barcelona, na Espanha.

Sendo líder global em veículos elétricos, com mais de 200.000 Nissan LEAF percorrendo estradas do mundo inteiro e cobrindo mais de 3 bilhões de quilômetros rodados, este investimento representa mais um passo em relação ao compromisso da Nissan com um futuro 100% elétrico. Apenas em 2015, a Nissan vendeu 43.651 veículos LEAF em todo o mundo, sendo 15.630 na Europa.

“O Nissan LEAF transformou o desempenho e a percepção dos veículos elétricos e fez da Nissan o líder incontestável na tecnologia de veículos elétricos. Este anúncio reflete a intenção da Nissan em permanecer líder em veículos elétricos por muitos anos, com as nossas operações europeias como centro das nossas futuras inovações”, disse Paul Willcox, presidente da Nissan Europa.

Desde o início da produção de veículos elétricos em Sunderland em 2013, impulsionado por um investimento de 420 milhões de libras, a fábrica de baterias, assim como a produção de veículos LEAF da Nissan, mantiveram mais de 2.000 postos de trabalho na Nissan e na cadeia de fornecedores.

Paul Willcox acrescentou: “A Nissan alcançou níveis de qualidade sem precedentes desde o lançamento da manufatura das baterias em Sunderland. E o assegurar esta produção futura é testemunho crucial do nosso sucesso. Esta notícia coincide com o lançamento do Nissan LEAF com autonomia de 250 km. O LEAF continua avançando à medida que concretizamos a nossa visão de mobilidade elétrica.”

O anúncio chega no início de um ano marcante no qual a Nissan celebrará o 30º aniversário da sua fábrica de Sunderland, atualmente a maior fábrica na história da indústria automóvel do Reino Unido, e o 10.º aniversário da sua fábrica de São Petersburgo, na Rússia. As instalações de São Petersburgo celebraram a produção da unidade n.º 200.000 em 2015, tornando-a na fábrica com o crescimento mais rápido da Rússia.

Fonte: Setor Energético

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *