Salão de elétricos tem teste de BMW i3, Twizy e XC90 Hybrid

Salão Latino-Americano de Veículos Híbridos e Elétricos abre as portas para o público e traz atrações exclusivas até sábado (23/09)

Os carros híbridos e elétricos representam cerca de 0,3% do total de veículos comercializados no Brasil. Mas há uma estimativa de que 40.000 elétricos estejam circulando no país em 2020.

A mesma projeção, da Agência Internacional de Energia, prevê que haverá 20 milhões de carros verdes em até três anos. Em 2030, 15% da frota mundial deve utilizar esse tipo de propulsão.

Diante de um futuro tão promissor para os carros sustentáveis, a 13° edição do Salão Latino-Americano de Veículos Híbridos e Elétricos abre as portas para o público nesta quinta-feira, 21 de setembro.

A mostra vai até 23 de setembro, das 12h às 20h, no pavilhão amarelo do Expo Center Norte, em São Paulo.

Os visitantes terão a oportunidade de guiar elétricos, como o Renault Twizy, BMW i3 e o Volvo XC90 T8 Hybrid. O cadastramento é realizado no estande da QUATRO RODAS e os nossos assinantes podem agendar previamente por meio do site do clube do assinante.  Eles também terão prioridade de atendimento no cadastramento presencial.

O público ainda terá a oportunidade de testar motos, bicicletas e skates, todos elétricos. Entre eles está o Fiat Mopar Trikke, um triciclo elétrico desmontável.

Desde agosto de 2016, já está a venda na rede Fiat a versão de 48V com 350 W. O modelo custa R$ 5.481 e já foram vendidas 500 unidades. Em outubro chegam as versões 24V e 36V, que saem, respectivamente, por R$ 3.490 e R$ 3.990.

Em uma terceira área, a Segway, fabricante de hoverboards, propõe uma brincadeira com o público. Um de seus veículos se transforma em robô que interage com os visitantes.

Para fãs de automobilismo, o estande da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) disponibiliza um simulador de Fórmula E. A cabine possui tamanho real e o visitante poderá se sentir dentro de uma competição de verdade.

Congresso
O Salão abriga, em seus três dias de realização, o Congresso “Empreendedorismo, Design e Inovação em mobilidade a favor do clima”, que possui o objetivo de debater as tendências mundiais relacionadas à mobilidade elétrica.

A programação contou com a participação do editor da QUATRO RODAS, Paulo Campo Grande, que mediou um painel sobre eficiência energética nesta quinta-feira a tarde.

Entre os presentes no debate estavam Ricardo Zomer, do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Ricardo Bastos, da Toyota e Marcos Clemente, da AEA (Associação de Engenharia Automotiva).

O painel defendeu que o Brasil está preparado para implementar uma infraestrutura para atender o carro elétrico, porém as iniciativas terão que ser privadas, pois o governo atualmente não poderá oferecer subsídios para a instalação de eletropostos públicos. Zomer acredita que essa realidade pode mudar e começariam a surgir iniciativas público-privadas.

Ricardo Bastos adiantou que a Toyota tem pensado na proposta de um carro híbrido flex plug-in. “Esse seria o meu carro dos sonhos, de uma vez só incentivaríamos o setor elétrico e o automotivo”, diz Bastos.

Ele revela ainda que a marca pretende reduzir em 90% as emissões até 2050. E, portanto, acredita que a transição para o elétrico será lenta e gradual.

SERVIÇO
13º Salão Latino-Americano de Veículos Híbridos-Elétricos
 (acesse o site)
Expo Center Norte – Pavilhão Amarelo
Av. Otto Baumgart, 1.000
Vila Guilherme, São Paulo
De 21 a 23 de setembro, das 12h às 20h

Por: Isadora Carvalho
Fonte: Quatro Rodas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *