Nissan mostra crossover elétrico IMx e finalmente confirma o Leaf no Brasil

A Nissan revelou em Tóquio o conceito IMx, uma proposta de crossover elétrico derivado do hatchback Leaf. O projeto deve se materializar em 2019, se tornando o primeiro SUV da marca com propulsão 100% livre de emissão de CO2. reforçando a proposta já conhecida através do modelo elétrico que atualmente é oferecido em vários mercados.

Com design agressivo e linhas bem aerodinâmicas, o Nissan IMx também foca na condução autônoma através do sistema ProPilot, que recolhe o volante e reclina os assentos, dando mais conforto aos ocupantes, enquanto o veículo assume completamente o controle do carro. Ele também apresenta um conjunto estrutural com baterias de íons de lítio posicionadas sob o assoalho, alimentando dois motores elétricos, um em cada eixo, que produzem em conjunto 433 cv e 71,1 kgfm. A autonomia é de 600 km.

Por fora, um estilo mais próximo de um cupê, com teto bem curvado. Por dentro, o conceito IMx apresenta um lounge para quatro ocupantes, que possuem poltronas largas e confortáveis, bem como um painel de instrumentos amplo e com telas transparentes de OLED, além de volante retrátil e acabamento com materiais que imitam madeira.

Nissan IMx

Utilizando a condução autônoma, o Nissan IMx pode deixar os passageiros no local desejado e buscar uma vaga de estacionamento com recarga por indução (wireless), recarregando as baterias ou entregando um excedente para a rede pública, dependendo do horário, aumentando a oferta de energia em momentos de pico. Quando os ocupantes retornarão para casa, o crossover vai ao ponto indicado e leva-os de volta para casa.

O Nissan IMx deve demorar bastante para chegar ao mercado brasileiro após seu lançamento, mas outro elétrico da marca japonesa chegará antes. De acordo com Marcos Silva, presidente da Nissan no Brasil, o elétrico Leaf finalmente será vendido para os consumidores comuns no país, mas ainda sem data para isso acontecer. O executivo disse que não irá esperar por uma nova atualização para traze-lo ao mercado.

Nissan Leaf

Já bem conhecido no Brasil, mesmo não sendo vendido ao consumidor comum, o Nissan Leaf chegou há alguns anos inicialmente em ações de marketing da montadora, que chegou a fazer um “tour” pelo país, divulgando a tecnologia do hatch elétrico. Posteriormente, através de acordos, a empresa distribuiu um pequeno lote para taxistas e empresas do setor público e privado, bem como para polícia militar.

Agora, na segunda geração, o modelo finalmente chegará ao mercado. A demora na introdução do Leaf no cenário nacional é explicada por Silva: “Não adiantava trazer esse carro sem que houvesse a visibilidade de um ciclo desse tipo de produto na matriz”. Ele completa se referindo a outros produtos elétricos da montadora: “Não poderíamos depender de um carro só”. Por fim, Marcos Silva diz: “Agora temos um plano de continuidade e de melhoria desses produtos.”

Um motivo para definição desse projeto é o Rota 2030, que segundo o executivo, deve estabelecer metas mais exigentes para emissão de poluentes no Brasil, favorecendo carros mais ecológicos. Ainda parado no Ministério da Fazenda, a nova política automotiva só será implantada em meados de 2018, mantendo assim as regras de tributação anteriores ao Inovar-Auto por um breve período.

Fonte: Notícias Automotivas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *