Toyota vai lançar modelo híbrido que utiliza etanol no Brasil

A Toyota confirmou essa semana, através do presidente da empresa na América Latina e Caribe, Steve St. Angelo, que pretende lançar no mercado brasileiro um novo modelo híbrido. O principal diferencial deste é que o propulsor que deve funcionar junto com o motor elétrico será movido a etanol.

O principal objetivo dos modelos que contam com dois tipos de motores diferentes é aliar duas tecnologias diferentes em um mesmo modelo, sempre na expectativa de conseguir oferecer um carro que consegue um excelente desempenho com um menor consumo de combustível.

A Toyota está investindo pesado nos modelos híbridos, sendo que o Prius acabou se tornando uma verdadeira referência no setor. Mas de acordo com as informações confirmadas pelo executivo da empresa, não será este o modelo que vai ser lançado no Brasil e que foi anunciado essa semana. A empresa ainda vai manter a informação guardada a sete chaves por mais algum tempo.

Mesmo assim, a empresa confirmou que os primeiros testes com o modelo deverão ser feitos em breve, e que o protótipo que deverá ser utilizado será justamente o Prius, para que este novo sistema de motor elétrico e motor com etanol seja testado de forma consistente.

Vale lembrar que, no Brasil, não existe nenhum híbrido que consiga rodar com etanol, uma vez que todos eles contam com motor elétrico e outro motor a gasolina. A Toyota afirmou que deve contar com alguns parceiros nacionais para o desenvolvimento deste projeto, incluindo representantes da indústria da cana-de-açúcar.

Mais etanol
De acordo com especialistas, o etanol deve começar a ser visto como uma das principais alternativas encontradas pelas montadoras para que consigam cumprir metas de eficiência energética e reduzir as emissões de poluentes na atmosfera, caso o Brasil venha seguir o que está sendo feito em outros países e criar políticas neste sentido.

Os planos das empresas da indústria automobilística em relação aos carros elétricos para o mercado brasileiro ainda são muito incipientes. As montadoras alegam dificuldades para produção de carros elétricos que possam ser encaixados no orçamento dos brasileiros, ao mesmo tempo que também encontram uma série de dificuldades logísticas que ainda não começaram a ser enfrentadas pelo governo.

Fonte: Salão do Carro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *