Marca chinesa de smartphones lança scooter elétrica

Xiaomi confirma Super Soco como sua primeira investida no mercado de motocicletas. Modelo tem bateria com autonomia de 120 km.

A popular empresa chinesa de tecnologia Xiaomi anunciou, esta semana, o lançamento de uma motocicleta elétrica. Chamada de Super Soco, a moto é fruto da parceria entre a marca e a montadora especializada em scooters Soco. O modelo terá funções inteligentes, câmera frontal e autonomia de 120 km.

A scooter tem bateria removível de dez quilos que leva cerca de sete horas para atingir seu carregamento completo. A vida útil do item é de 600 ciclos de carregamento. Chama atenção na dianteira do modelo a câmera frontal com ângulo de 138 graus. O equipamento tem resolução FullHD e um sensor G-Force, dispositivo que, em caso de acidentes, faz registros automaticamente.

No visual, faróis em LEDs, painel digital com velocímetro e nível da bateria, bem como modos de luz inteligente e controle de cruzeiro. Além disso, há freios a disco nas duas rodas, sistema de frenagem elétrica (EBS), que reduz a distância de frenagem, e carregamento regenerativo. Esse último usa o movimento da moto para recarregar a bateria.

Como a maioria dos produtos vendidos pela Xiaomi, a motocicleta também terá um aplicativo para o gerenciamento dos diferentes aspectos da scooter. Nele, o usuário poderá manter registros estatísticos sobre o consumo de bateria, viagens realizadas e até a localização do veículo. Na Europa, a Super Soco deve custar entre 750 e 1000 euros (cerca de R$ 4 mil, na conversão direta do euro para o real).

[Por: Lucas Cardoso | Fonte: O DIA]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *