FEDDZ a moto elétrica com um design inovador

Uma aposta arrojada para os deslocamentos nas cidades

A Alemanha é o pais onde se vendem mais carros elétricos na Europa, já ultrapassando a Noruega, com o mercado germânico crescendo 70,2% no último mês de Abril.

A aceitação deste tipo de tecnologia por parte dos alemães tem disparado e agora foi a vez da marca germânica FEDDZ lançar uma moto elétrica, onde a aposta na imagem e mobilidade livre de emissões mereceu já vários prêmios de design e tecnologia.

Esta é uma proposta pensada para quem se desloca nas cidades com uma autonomia de 60 km. Pode parecer pouco, mas a verdade é que para deslocamentos em cidade é mais do que suficiente para um dia normal de entre casa e o trabalho.

A sua capacidade de carga adapta-se ao seu design com 23 litros de espaço, o suficiente para transportar documentos ou um saco de compras.

A energia desta FEDDZ é disponibilizada por uma bateria de íons de lítio, instalada dentro de uma caixa que a protege da chuva ou de mãos alheias com uma localização que proporciona um centro de gravidade baixo da moto.

Uma das grande vantagens desta moto elétrica alemã é que permite um amplo conjunto de personalizações, desde a posição de condução, passando pelo ajustar da altura do banco e do piloto.

Para além disso enquanto a moto estiver no descanso, o acelerador está bloqueado. Só depois de subirmos para a moto e retirar o descanso, a FEDDZ está pronta para seguir viagem.

A juntar a estas soluções podemos ainda contar com o sistema de Bluetooth, dotado de aplicativo móvel próprio que é ativado por um cartão com chip.

A personalização da FEDDZ passa ainda pela opção de escolha das tomadas de 12V ou 24V onde podemos ligar desde um sistema de navegação a um smartphone.

Para finalizar podemos optar por dois tipos de motores, um que permite uma velocidade máxima de 45km/h e outro onde não passamos dos 25km/h. As duas opções oferecem quatro modos de condução: Eco / Custom / Sport / Wheely.

Desta forma a moto elétrica FEDDZ é uma opção interessante para os deslocamentos nas grandes cidades.

[Fonte: TVI24]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.