Yes! Agora podemos alugar uma bicicleta elétrica da Yellow

Nesta segunda-feira (11/03) a Yellow começou a oferecer o serviço de bicicletas elétricas compartilhadas. Para estudar a aceitação do público, a empresa escolheu a cidade de São Paulo para o início da operação, mas não descarta expandir para outras cidades no país.

Com o valor de R$ 5 para desbloqueio e mais R$ 0,40 por minuto, via aplicativo, o serviço será oferecido das 8 às 21 horas – diferente das bicicletas convencionais que a empresa já disponibiliza, que não têm limitação de horário.

A plataforma é a primeira a oferecer esse compartilhamento dessas bicicletas sem a necessidade de retirar ou deixar o veículo em uma estação. Como ocorre com as bicicletas convencionais e os patinetes, as bicicletas elétricas poderão ser deixadas em qualquer local dentro de uma área indicada no aplicativo da empresa.

“Nossa área de atuação inicial em São Paulo será a mesma já utilizada pelos patinetes elétricos, com uma área total de 21km quadrados”, explicou um dos fundadores da Yellow, Ariel Lambrecht, em comunicado.

Bicicleta Elétrica Yellow - Foto: Yellow/Divulgação
Bicicleta Elétrica Yellow – Foto: Yellow/Divulgação

Regras para uso de bicicletas elétricas
Existem regras específicas para o uso de bicicletas elétricas para que possam rodar nos mesmos lugares de uma bicicleta convencional.

Elas devem seguir as seguintes especificações:

  • Potência nominal máxima de até 350 Watts;
  • Velocidade máxima de 25 km/h;
  • Serem dotadas de sistema que garanta o funcionamento do motor somente quando o condutor pedalar;
  • Não dispor de acelerador ou de qualquer outro dispositivo de variação manual de potência;
  • Uso obrigatório de capacete de ciclista.

Além disso, é obrigatório para essas bicicletas utilizar indicador de velocidade, campainha, sinalização noturna (dianteira, traseira e lateral), espelhos retrovisores em ambos os lados e pneus em condições mínimas de segurança.

De acordo com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), se a bicicleta elétrica seguir esse padrão, está permitida sua circulação em ciclovias e ciclofaixas. Caso contrário, em modelo apenas com acelerador, por exemplo, este tipo de veículo se equipara a um ciclomotor e precisa seguir todas a exigências para veículos motorizados, como emplacamento e ter habilitação.

[Via: Auto Esporte]

veiculoeletrico

Tudo sobre carros elétricos, veículos elétricos, motos elétricas. As últimas novidades do setor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.