Ranking dos elétricos mais vendidos tem sedã chinês na liderança

Até recentemente, a oferta de automóveis de passeio 100% elétricos no Brasil era restrita ao BMW i3, que estreou em 2014 no País. Ao longo dos últimos meses, o hatch a baterias da marca alemã ganhou companhia, com a chegada de modelos como Nissan Leaf, Renault Zoe e os chineses JAC IEV40 e Caoa Chery Arrizo 5e.

A oferta de carros movidos a bateria ainda segue pequena e restrita principalmente por conta dos preços elevados. Dos modelos citados, todos custam entre R$ 150 mil e R$ 200 mil e já existe opção de luxo, a exemplo do SUV Jaguar I-Pace, que sai por mais de R$ 400 mil, sem contar equipamentos opcionais.

Ainda que pequeno e cercado por desconfiança em relação à infraestrutura de recarga, fato é que, aos poucos, vai se criando um mercado de veículos a bateria no País – que será ampliado nos próximos meses com a estreia de mais opções, como Chevrolet Bolt, que será lançado este mês; bem como os utilitários esportivos Mercedes-Benz EQC e Audi e-tron, que chegam em 2020 para brigarem no segmento de luxo.

Se dinheiro não for problema, apelo os carros elétricos têm: não emitem ruído nem poluentes, trazem aceleração forte, por conta do torque instantâneo, vêm recheados de tecnologia e conectividade e, dependendo da cidade, podem ter desconto no IPVA e isenção de rodízio. Mesmo caros, não recolhem Imposto de Importação.

Confira o que cada um dos sete modelos 100% elétricos disponíveis no Brasil vendeu em setembro, com base em informações cedidas a UOL Carros pela consultoria Jato Brasil com exclusividade.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

Os carros elétricos mais vendidos em setembro:

Chery Arrizo 5e
Chery Arrizo 5e

1) Caoa Chery Arrizo 5e – 110 unidades
O sedã elétrico importado da China foi recém lançado com preço sugerido de R$ 160 mil, mas até o começo de 2020 as vendas estão restritas a frotistas e locadoras. Daí deduz-se que uma parcela dos 110 emplacamentos seja referente a veículos de test-drive e para ações de marketing. O Caoa Chery Arrizo tem só 122 cv, mas manda bem com torque instantâneo de 28,1 kgfm. Traz porta-malas de 430 litros e a autonomia anunciada é de 322 km de acordo com norma do Inmetro.

Jaguar I-Pace

2) Jaguar I-Pace – 21 unidades
O segundo carro elétrico mais vendido em setembro é um SUV de luxo com preço inicial na faixa de R$ 450 mil; equipado com dois motores, rende 400 cv de potência e vai de zero a 100 km/h em apenas 4,8 segundos. De acordo com a fabricante, o Jaguar I-Pace tem autonomia de 470 km com as baterias totalmente carregadas no ciclo WLTP (Worldwide Harmonized Light Vehicles Test Procedure).

BMW i3 120h
BMW i3

3) BMW i3 – 11 unidades
O primeiro veículo elétrico comercializado no Brasil estreou no País em 2014, disponível com um motor de scooter que opera como gerador para ampliar a autonomia das baterias. Recentemente, o compacto ganhou baterias maiores para oferecer autonomia de até cerca de 335 km no ciclo NEDC (New European Driving Cycle). Também passou a ver vendido em versão sem o motor-gerador. O BMW i3 vai de zero a 100 km/h em 7,3 segundos e tem preços sugeridos a partir de R$ 205.950.

JAC iEV40

4) JAC iEV40 – 10 unidades
O SUV compacto elétrico chinês está à venda por R$ 154 mil, oferecendo 115 cv de potência e 27,5 kgfm de torque, disponíveis desde a primeira rotação – a exemplo de todo veículo a baterias. De acordo com a JAC Motors, o utilitário esportivo traz autonomia de 300 km segundo o ciclo NEDC. A marca afirma que o JAC IEV40 sai da imobilidade e atinge 100 km/h em 9,8 segundos e traz ajuste dinâmico que teve colaboração da Volkswagen.

Nissan Leaf

5) Nissan Leaf – 7 unidades
O primeiro carro 100% elétrico produzido em larga escala no mundo começou a ser vendido no Brasil este ano, custando R$ 195 mil – valor que inclui carregador de parede e a respectiva instalação. Equipado com tecnologias de condução semiautônoma, o Nissan Leaf promete autonomia de 349 km de acordo com o ciclo NEDC. Traz porta-malas de 435 litros e proporciona arrancadas empolgantes graças aos 32,6 kgfm de torque instantâneos.

Renault Zoe 2019

6) Renault Zoe – 6 unidades
O carro elétrico mais barato do Brasil na atualidade sai por R$ 149.990 e tem dimensões compactas, medindo 4,08 metros de comprimento e 2,59 metros de distância entre-eixos. A fabricante anuncia autonomia de mais de 300 km no cliclo WLTP e aceleração de zero a 100 km/h em 13,2 s, com velocidade máxima de 135 km/h. Com 92 cv e 22,h kgfm, o Renault Zoe tem porta-malas com capacidade para 334 litros de bagagens.

Tesla Model 3

7) Tesla Model 3 – 1 unidade
O modelo mais em conta da famosa marca californiana de carros elétricos não tem vendas oficiais no Brasil, mas há exemplares trazidos regularmente via importação independente, sem garantia de fábrica. A versão de entrada tem preço de US$ 35 mil (cerca de R$ 140 mil na conversão direta) nos Estados Unidos e aqui uma encomenda não sai por menos de R$ 225 mil. Nessa configuração, o sedã oferece autonomia de 350 km no ciclo EPA (norte-americano) e vai de zero a 96 km/h em 5,6 segundos.

[Via: UOL]

veiculoeletrico

Tudo sobre carros elétricos, veículos elétricos, motos elétricas. As últimas novidades do setor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.