Novo carro elétrico Honda E promete bom desempenho em centros urbanos

Desde que a Honda revelou o conceito do Honda E no Salão de Genebra de 2017, o primeiro veículo elétrico da companhia se destacou por oferecer um design retrô sem renunciar a recursos tecnológicos comuns aos carros elétricos. A fabricante japonesa, inclusive, substituiu os espelhos retrovisores por um sistema de câmeras na lateral do modelo.

O automóvel chegou recentemente ao mercado europeu com preços entre £26.160 (R$ 192 mil em conversão direta) e £28.660 (cerca de R$ 210 mil). O interior do veículo é compacto e recebe um acabamento de madeira que sustentam os painéis de interface digital. O design interno é uma referência aos modelos do Honda Civic da década de 70.

A promessa do carro elétrico é um bom desempenho em centros urbanos. Afinal, diferente de carros da Tesla que desafiam os limites da autonomia de veículos elétricos, a bateria não é o forte do Honda E. O alcance do modelo varia entre 204 e 219 quilômetros. Isso significa que o carro pode percorrer essas distâncias com uma única carga completa de bateria. No circuito da EPA (Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos) o alcance registrado foi ainda menor: 180 km, segundo o Roadshow.

Interior do Honda e

Por outro lado, a Honda diz que uma recarga de 30 minutos com um carregador rápido de 50 kW é o suficiente para alimentar 80% da bateria. Em linha reta, o Honda E oferece uma aceleração de 0 a 100 km/h em oito ou nove segundos. Os retrovisores são uma particularidade do veículo. A imagem das câmeras laterais são projetadas em telas próximas à porta do motorista e do passageiro.

De acordo com a montadora, a tecnologia reduz as deformações da imagem dos movimentos dos veículos em 90% em relação aos espelhos retrovisores convencionais. Os compartimentos das câmeras foram projetados para evitar a interferência de gotas de água na lente com o intuito de eliminar problemas de visibilidade em dias de chuva. O retrovisor interno também conta com um modo câmera, que pode ser alternado pelo espelho convencional por meio de uma alavanca.

Recarga do Honda e

O sistema de entretenimento do carro é divido entre o lado do passageiro e o lado do condutor. Na prática, isso facilita que o motorista e passageiros possam escolher músicas sem interferir no sistema de navegação de satélite que roda no painel central do veículo. Os displays são personalizáveis e o Honda E também conta com uma assistente virtual de bordo.

Segundo o Scientific Focus, a tração traseira do Honda E e o trem de força do veículo permitem um raio de giro de 4,3 metros. O carro conta com uma distribuição de peso de 50 por 50 e uma suspensão ‘esponjosa’ para absorver o impacto de buracos e outros obstáculos na via de centros urbanos.

O Honda E ainda é equipado com um assistente de estacionamento e uma tecnologia que permite compartilhar a chave do carro por meio de um aplicativo da Honda.

[Via: Olhar Digital]

veiculoeletrico

Tudo sobre carros elétricos, veículos elétricos, motos elétricas. As últimas novidades do setor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.