Didi Chuxing, dona da 99, anuncia carro elétrico feito para motoristas de aplicativo

Batizado de D1, o carro será lançado na China nos próximos meses, de acordo com a empresa.

A Didi Chuxing (DiDi), plataforma chinesa de transporte e dona da 99 no Brasil, apresentou na última semana o D1, segundo a empresa, o primeiro veículo elétrico (EV) do mundo feito sob medida para atender o mercado de transporte via aplicativo.

Desenvolvido em parceria com a BYD Company Limited (BYD), fabricante de veículos elétricos, os carros D1 serão lançados nos próximos meses por meio de leasing aos parceiros da DiDi nas principais cidades chinesas.

Segundo o anúncio da empresa, a China é o maior mercado de transporte do mundo, mas é também o menos abastecido. A mobilidade compartilhada representa menos de 3% do total das demandas endereçadas. E a DiDi pretende aumentar essa taxa para 8% até 2022. Atualmente, a DiDi diz realizar 60 milhões de corridas diárias no mundo.

“A mobilidade compartilhada inteligente é a solução ideal para o futuro do transporte. Com o desenvolvimento contínuo da direção autônoma e da tecnologia de IA, as pessoas poderão desfrutar de uma melhor experiência de viagem por meio da mobilidade compartilhada”, afirma Cheng Wei, fundador e CEO da DiDi, no comunicado da empresa.

Carro elétrico D1 da chinesa Didi Chuxing

De acordo com a DiDi, o D1 é o primeiro passo no desenvolvimento de veículos sob medida para o transporte via aplicativo. Esse desenvolvimento foi baseado na experiência da empresa e na análise de dados de sua base de usuários de mais de 550 milhões de passageiros e 31 milhões de motoristas cadastrados.

Jean Liu, presidente da DiDi, disse que durante o processo de atualizações de produtos, a companhia decidiu focar os esforços no veículo. “A DiDi integrou as demandas de centenas de milhões de usuários no design do D1, a partir da nossa inteligência de dados e dos feedbacks de usuários. Nossa equipe de design de produtos analisou quase 10 milhões de sugestões e feedbacks, os resultados da pesquisa de mais de 10 mil motoristas e passageiros, e dezenas de workshops.”

A aliança automotiva da DiDi, que resultou na criação da DiDi Xiaoju Soluções Automotivas, inclui empresas como BYD, FAW, BAIC, GAW, Toyota, Volkswagen, Renault-Nissan-Mitsubishi e outras montadoras líderes. As formas de colaboração vão desde o comércio e leasing, operação de frotas, manutenção e serviços, até o fornecimento de energia e co-design de veículos.

Interior do carro elétrico D1

A DiDi registra mais de 10 bilhões de viagens por ano e cerca de 1 milhão de veículos elétricos rodando por sua plataforma. As corridas da DiDi correspondem a um quinto de toda a quilometragem dessa modalidade na China. Segundo a companhia, as principais vantagens que diferenciam o D1 dos modelos de carros tradicionais projetados para motoristas-proprietários são segurança extra, eficiência operacional e experiência de passageiro e motorista.

Jesse Yang Jun, vice-presidente da DiDi, apresentou o D1 como um carro movido a dados: “O D1 é um veículo inovador que permite a conexão de dados entre os fabricantes de automóveis e uma plataforma de carros por aplicativos. Abastecido a dados, o D1 é definido pelo cenário de uso e é um veículo desenvolvido com um propósito e que atende tanto a motoristas quanto a passageiros”.

O D1 será lançado em dezembro, em Changsha, capital da província de Hunan (China) como um programa piloto, antes de ser gradualmente introduzido em outras cidades para atender mais passageiros em todo o país.

[Via: Época Negócios]

veiculoeletrico

Tudo sobre carros elétricos, veículos elétricos, motos elétricas. As últimas novidades do setor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.