Conheça a nova moto elétrica da Shineray

A empresa brasileira com fábrica em Pernambuco está trabalhando em diferentes frentes com o objetivo de expandir sua atuação no país. Uma das mais interessantes é o investimento em motos elétricas.

A Shineray passou a apostar em veículos elétricos em 2021. Assim, oferece 13 opções eletrificadas no mercado, sendo dez modelos de patinetes elétricos e três de ciclomotores. Porém, nenhuma motocicleta.

Isto irá mudar logo. Sua primeira moto elétrica é a SHE 3000, que deve chegar às lojas e ter seu preço divulgado em breve. Até 2022 a marca quer ter mais três motos nas lojas, com diferentes características.

Thomas Edson diante da fábrica da Shineray.

Historicamente, a Shineray é conhecida pelo preço acessível de seus produtos. A relação custo e benefício é um dos pilares do sucesso que a marca obteve com os ciclomotores há alguns anos, por exemplo. Mas podemos aguardar novidades.

A marca passou a mirar também no público com maior poder aquisitivo, num reflexo de seus investimentos em elétricos. “A procura pelos modelos elétricos vem de forma mais significativa do consumidor das faixas de renda A e B. Dentro desse mesmo mercado, oferecemos vários modelos e preços variados”, informou Thomas Edson, diretor de supply chain.

Lojas próprias entre marcas premium
Além de produtos inéditos, levar uma marca a outro público requer uma nova estratégia. Por isso a Shineray tem investido na criação de novas lojas – e de grife.

A empresa inaugurou sua primeira loja de fábrica em Recife (PE) há alguns meses, num conceito diferente do visto em seus mais de 200 pontos de vendas do país, entre revendas e multimarcas. Ela traz o conceito de showroom em um outlet de marcas premium.

Loja Shineray

“Para o segundo semestre, programamos a abertura de mais 3 lojas, em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Minas Gerais. Já estamos analisando novas propostas de pelo menos 20 investidores em todo o país, principalmente em São Paulo”, afirma Edson.

O futuro são as motos elétricas?
Para a Shineray, este ‘é um mercado embrionário com grande possibilidade de passar por uma ampla expansão’. De acordo com o executivo, “os números positivos com nossa linha de patinetes elétricos mostram que a mudança de mentalidade já é uma realidade, embora ainda tenhamos muito trabalho pela frente”.

Shineray SHE 3000 sendo testada pela equipe da Coca-Cola – Fonte: O POVO

Como é a nova moto elétrica da Shineray
A primeira moto elétrica da Shineray é a SHE 3000. Seu design remete às street tradicionais, à combustão, com linhas quase conservadoras.

As dimensões também soam familiares. Possui 1.950 mm de comprimento, 670 mm de largura, 1.400 de entre eixos e 1.140 mm de altura. Desta forma, é bem similar a uma CG 160, por exemplo.

Para comparação, A Honda é 8 cm mais longa e 1 cm mais alta. Porém, a Shineray é bem mais leve. São 80 kg contra 117 kg, ambos a seco.

Já o motor é diferente. Trata-se de um elétrico de 72V com 3000W de potência, capaz de levar o modelo aos 80 km/h (reais, cerca de 100 km/h) de velocidade final. Tem os modos de condução eco low, standard e turbo speed, além de uma função ré.

Sua bateria de lítio tem 72V e 50AH. Assim, promete até 120 km de autonomia. O carregamento completo em tomadas convencionais leva de 6 a 7 horas.

Possui suspensão com garfo telescópico na dianteira e dois amortecedores atrás. As rodas são de liga leve, calçando aros 18 e 17 polegadas. Já os freios são a disco, nas duas rodas.

Por fim, segundo o jornal O POVO: A Solar Coca-Cola e a Shineray do Brasil fecharam uma parceria para frota de motos elétricas. O plano é substituir três mil veículos da engarrafadora de Coca-Cola por motos elétricas em seis anos.

[Por: Guilherme Augusto | Motonline]

veiculoeletrico

Tudo sobre carros elétricos, veículos elétricos, motos elétricas. As últimas novidades do setor.