Honda lança na China a scooter elétrica U-GO

A Honda pode ter deixado de lado por alguns anos o desenvolvimento de produtos voltados ao mercado de veículos elétricos de duas rodas, mas a fabricante japonesa está agora trabalhando em uma série de projetos novos, interessantes e, acredite, baratos. A mais recente investida é a U-GO, moto elétrica que custa por volta de US$ 1.150 (cerca de R$ 6.064).

A scooter foi lançada oficialmente por meio do braço chinês da montadora, a Wuyang-Honda, e é considerada tanto uma renovação quanto uma continuação de sua linha de motos chinesas de baixo custo projetadas exclusivamente para o uso urbano. O veículo foi lançado em duas versões com diferentes velocidades e níveis de potência.

Scooter elétrica Honda U-GO
Scooter elétrica Honda U-GO

O modelo padrão apresenta um motor central de 1,2 kW com potência nominal de pico de 1,8 kW. O impulsor ajuda a U-GO a atingir a velocidade máxima entre 53 km/h. Para quem quer um passeio menos potente, há também uma variante de baixa velocidade (800 w), com uma classificação de pico de 1,2 kW e uma aceleração máxima de 43 km/h.

Ambas as versões da moto elétrica oferecem uma autonomia de apenas 65 km. No entanto, os modelos oferecem uma bateria removível de íon de lítio de 48V e 30Ah com 1,44 kWh de capacidade que pode ser trocada por outra fonte de energia com dupla capacidade – assim, ampliando a autonomia para 130 km.

Scooter elétrica Honda U-GO

A U-GO apresenta um design modesto e recursos bastante simples visando o preço acessível. Por exemplo, a tela LCD está muito abaixo das opções mais sofisticadas encontradas em motos elétricas de valores mais alto e exibe apenas a velocidade, a porcentagem da bateria e a leitura da quilometragem.

Apesar do preço baixo e estilo “precário”, a scooter ainda parece uma opção urbana decente. De acordo com a Honda, o veículo inclui 26 litros de armazenamento embaixo do assento, que podem diminuir caso o cliente opte pela bateria maior. A motocicleta pode acomodar duas pessoas e é bastante leve, pesando apenas 83 kg. A largura também é bem razoável, o que facilita o estacionamento e permite uma excelente manobrabilidade pela cidade. O EV ainda vem com um pedal traseiro dobrável em liga de alumínio e uma caixa frontal.

Scooter elétrica Honda U-GO

No entanto, uma péssima notícias para os interessados: a Honda anunciou a U-GO, por ora, apenas para o mercado chinês. Mesmo assim, vale ressaltar que fabricantes de motos e scooters elétricas, como a NIU e Gogoro, começaram sua jornada no gigantes asiático antes de se tornarem globais. Portanto, talvez haja uma chance da fabricante japonesa seguir o mesmo caminho…

A China e a Índia, juntas, recebem a maior parte dos lançamentos de motocicletas elétricas, em grande parte graças a uma combinação de incentivos governamentais para veículos elétricos de duas rodas e a adoção em larga escala de scooters e motos entre a população. Um exemplo enorme de sucesse nesse aspecto é a a RV400, da Revolt Motors, “baratinha” indiana que toda vez que é colocada à venda esgota em horas ou minutos.

[Via: Olhar Digital]

veiculoeletrico

Tudo sobre carros elétricos, veículos elétricos, motos elétricas. As últimas novidades do setor.