Renault Kwid elétrico chegará ao Brasil com motor mais potente

Aproveitando o lançamento da reestilização do Kwid, a Renault mostrou, na quinta-feira (20/01), a versão elétrica do carro que chegará ao Brasil ainda neste ano. Apesar de importado da China, o Kwid E-Tech Electric terá motor exclusivo para o mercado brasileiro, com mais potência.

No país asiático, o Kwid elétrico utiliza motor de ímãs permanentes, com 44 cv e 12,7 kgfm, entregues instantaneamente como em todos os veículos a bateria. Falando nas células de energia, essas totalizam 26,8 kWh de capacidade, resultando em autonomia de 271 km em ciclo NEDC.

Esse motor não será utilizado no Brasil, onde a Renault preparou uma unidade de potência desenvolvida “especificamente para as condições brasileiras”. Isso significa, entre outras coisas, mais potência, provavelmente na casa de 60 cv, até para aumentar a velocidade máxima para um limite mais adequado ao país – a versão chinesa não passa dos 105 km/h.

Renault Kwid E-Tech Electric

Com mais potência e um país de dimensões continentais, a autonomia será ponto delicado, e a sucursal brasileira da fabricante terá um desafio pela frente. Além de mais densidade energética, o Kwid E-Tech também deverá trazer um sistema de refrigeração das baterias mais robusto, uma vez que o clima tropical afeta negativamente a autonomia das baterias.

A busca em ser o elétrico mais barato do Brasil ditará as escolhas de equipamento, e o pacote de acessórios não deverá fugir muito do que é oferecido no recém-lançado Kwid 2023.

Renault Kwid E-Tech Electric

O novo Renault Kwid E-Tech chegará ainda neste ano às concessionárias e tem preço estimado na casa de R$ 165.000.

[Via: Quatro Rodas]

veiculoeletrico

Tudo sobre carros elétricos, veículos elétricos, motos elétricas. As últimas novidades do setor.