Conheça os carros elétricos mais baratos do Brasil

Os seis modelos mais “em conta” tem preços que vão de R$ 140 mil a R$ 255 mil.

Com o litro da gasolina superando os R$ 8 em diversos estados do Brasil, o carro elétrico volta a despertar curiosidade entre os brasileiros. Embora o preço ainda seja um empecilho na hora da compra, nos últimos anos alguns veículos surgem por valores relativamente “acessíveis” na tentativa de “popularizar” o segmento.

Pensando nisso, separamos os seis carros elétricos mais baratos à venda no país. Confira!

Fiat 500e

6) Fiat 500e – R$ 255.990
Lançado em agosto do ano passado, o 500e é o primeiro elétrico da Fiat no Brasil. Caracterizado pelo visual retrô do 500, a versão elétrica recebe motor de 118 cv e 22,5 kgfm de torque – o mais potente depois do Zoe. A velocidade máxima é de 150 km/h, a mesma do Mini elétrico. De acordo com a fábrica, são 9 segundos para acelerar de 0 a 100 km/h, menos do que o Renault.

Graças as baterias de 42 kWh, o 500e roda até 320 km. Para gerenciar o alcance, há três modos de condução, ajustados por meio de um seletor no console central: Normal, Range e Sherpa.


MINI Cooper SE Elétrico

5) Mini Cooper SE – R$ 249.990
Importado do Reino Unido, o Mini Cooper SE está equipado com um motor elétrico de 135 kW (184 cv) e 27,6 kgfm de torque alimentado por uma bateria de íon-lítio de 32,6 kWh. O carro elétrico tem autonomia entre 203 e 234 quilômetros pelo ciclo WLTP, bem como aceleração de 0 a 100 km/h em 7,3 segundos e uma velocidade máxima de 150 km/h.

A bateria pode ser recarregada a no máximo 50 kW, o que permite recuperar 130 km em 30 minutos usando uma estação de carregamento rápida. Usando um carregador doméstico do tipo Wallbox e 4,5 kW é possível recuperar 23 km por hora.


Renault Zoe 2022

4) Renault Zoe – R$ 239.990
A segunda geração do Zoe estreou em abril do ano passado no Brasil. Além do visual mais moderno, ela trouxe novas baterias de 52 kWh, que aumentou a autonomia de 300 km para 385 km. Há também um novo motor elétrico, de 135 cv e 25 kgfm. Esse novo propulsor faz o Zoe acelerar de 0 a 100 km/h em 9,5 segundos e chegar a 140 km/h de velocidade máxima.

Entre os itens de série, o Zoe é equipado com quatro airbags, ar-condicionado digital, chave presencial com partida por botão, volante com ajuste de altura e profundidade, computador de bordo digital com tela de 10 polegadas, central multimídia com tela de 7 polegadas com compatibilidade para Apple CarPlay e Android Auto e sensor de estacionamento dianteiro e traseira.


JAC E-JS1

3) JAC E-JS1 – R$ 164.900
Embora não ocupe a primeira posição entre os mais baratos do segmento, ele é o elétrico mais econômico do Brasil (veja a lista completa aqui). Produzido na China em parceira com a Volkswagen, o JAC E-JS1 é movido por um propulsor de 62 cv e 15,3 kgfm de torque, muito parecido com o motor do Caoa Chery.

Ele se destaca pelo interior colorido, principalmente no painel e no console central. Bem equipado, ele vem com freio de estacionamento eletrônico, função auto-hold, câmbio automático com alavanca de trocas no volante e carregador de celular por indução.

Ainda em 2021, o pequeno recebeu uma versão de visual aventureiro, nomeada de E-JS1 EXT. Além dos tradicionais apliques plásticos e adesivos, comuns a praticamente todos os aspirantes a aventureiros, o modelo tem a suspensão elevada em 5 cm, novas molas, amortecedores, pneus de uso misto (175/70 R14) e barras longitudinais no teto.


Renault Kwid E-Tech

2) Renault Kwid E-Tech – R$ 146.990
Recém-lançado, o Kwid elétrico é praticamente igual a sua versão a combustão, com diferenças pontuais no desenho da dianteira e no interior. Fabricado na China, ele é equipado com um motor de 65 cv de potência – 3 cv a mais que o rival JAC E-JS1 – e 11,5 kgfm de torque.

Com a venda do primeiro lote de 70 unidades, a Renault aumentou o preço do subcompacto elétrico, que saiu de R$ 142.990 para R$ 146.990.

Acelera de 0 a 100 km/h em longos 14,6 segundos e chega aos 130 km/h de velocidade máxima. O compacto possui o modo Eco, que consegue regenerar a bateria pela desaceleração e frenagem do motor. Segundo a Renault, é possível recuperar até 9% da autonomia. Em contrapartida, a potência é reduzida para 45 cv e a velocidade máxima despenca para 100 km/h.


Caoa Chery iCar

1) Caoa Chery iCar – R$ 139.990
Modelo mais barato da categoria, o iCar é o segundo carro elétrico da Caoa Chery. Importado da China, o subcompacto tem porte menor do que o Renault Kwid E-Tech e leva apenas quatro ocupantes. Ele é equipado com um motor elétrico de 61 cv e 15,3 kgfm.

A autonomia no ciclo WLTP é de 282 km e, na hora de recarregar, basta 36 minutos plugado em uma fonte de recarga rápida ou 5 horas conectado em uma fonte Wallbox.

Menor que o Renault Kwid E-Tech, ele tem 3,20 metros de comprimento, 1,67 m de largura e 2,15 m de distância entre-eixos. Já o compacto francês tem 3,68 m de comprimento, 1,57 m de largura e 2,42 de entre-eixos.

[Via: Auto Esporte]

veiculoeletrico

Tudo sobre carros elétricos, veículos elétricos, motos elétricas. As últimas novidades do setor.